PRÉ-MATRÍCULA - Curso de Especialização em Acupuntura Médica CEIMEC - Início ABRIL 2022

Acupuntura médica: para que serve

Para que ser a acupuntura médica?

A leitura deste artigo te permitirá compreender a relevância da terapia e suas principais aplicações. 

A acupuntura deve ser realizada por médicos especialistas com título concedido pelo Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura e reconhecido pela Associação Médica Brasileira.

O tratamento tem como base os conhecimentos da Medicina Tradicional Chinesa e consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo capazes de regular algumas funções orgânicas em prol de efeitos terapêuticos. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), diversas doenças e sintomas podem ser tratados por meio da técnica, como exemplo podemos citar: dor facial, dor de cabeça, dores no joelho, lombalgia, cervicalgia, dor pós-operatória, cólica renal, artrite reumatoide, dor ciática e reações adversas da radioterapia ou da quimioterapia.

Continue a leitura para saber mais. 

Acupuntura médica: para que serve




O que é acupuntura médica?

De acordo com a AAMA – American Academy of Medical Acupuncture, “acupuntura médica é um termo usado para descrever a acupuntura realizada por um profissional treinado e licenciado em medicina ocidental, que também teve uma formação em acupuntura exercendo essa como uma especialidade”.

A acupuntura em si, como define o Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura, “é um método terapêutico que se caracteriza pela inserção de agulhas na superfície corporal, para tratar doenças e promover a saúde”.

Embora tenha permanecido à margem da corrente principal da medicina científica por muito tempo, foi reconhecida como especialidade médica em 1995 pelo Conselho Federal de Medicina. 




Breve histórico da acupuntura médica 

A acupuntura é praticada há mais de 5 mil anos no continente asiático e acabou sofrendo muito preconceito quando foi introduzida na Europa e nas Américas, acusada pela classe médica de curandeirismo.

Contudo, diante dos resultados obtidos através da sua prática e comprovados por diversos estudos sobre o seu funcionamento, os médicos acabaram passando a utilizar os recursos da acupuntura como um método terapêutico alternativo. 

Hoje, a acupuntura médica se orienta pela fisiopatologia detectável por semiologia clínica e exames laboratoriais ou de bio-imagem. Diversas evidências se acumulam sobre a sua eficácia e pesquisadores de diversos centros médicos ao redor do mundo, inclusive Escolas Médicas e Hospitais Universitários na China e no Brasil, dedicam-se a compreender o seu mecanismo de ação. 

O Ministério de Saúde Brasileiro se demonstrou aberto à prática, o que aconteceu já a algumas décadas, em 1980, mais tarde, em 2006, foi criada a Portaria 971, que instituiu a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no Sistema Único de Saúde brasileiro.

Contudo, apenas algumas faculdades de Medicina oferecem matérias optativas de acupuntura, como a Universidade de São Paulo, Universidade Federal de São Paulo, Universidade Federal do Piauí, Universidade Federal de Pernambuco, Universidade Federal do Amazonas e Universidade Federal Fluminense.




Para que serve a acupuntura médica?

Os benefícios da acupuntura médica são muitos, por isso, ela pode ser indicada como complementar ao tratamento de diversas doenças. Veja abaixo alguns exemplos: 

  • Gengivite
  • Faringite
  • Sinusite
  • Rinite
  • Asma
  • Bronquite
  • Conjuntivite
  • Catarata
  • Miopia em crianças
  • Dor no pescoço 
  • Dor de cabeça (cefaléia)
  • Enxaqueca
  • Excesso de acidez no estômago 
  • Úlcera duodenal
  • Prisão de ventre
  • Diarreia 
  • Dor ciática
  • Lombalgia
  • Artrite reumatoide
  • Fibromialgia
  • Tendinites
  • Síndrome Dolorosa Miofascial (mialgia)
  • Distúrbios do sono 
  • Ansiedade
  • Excesso de estresse
  • Depressão 




acupuntura médica




Acupuntura Médica no País

De acordo com o Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura, essa especialidade médica possui natureza multiprofissional, questão bem definida pela legislação brasileira e também pela legislação chinesa, país que é o berço da técnica. 

Apenas três profissionais podem exercer a profissão de forma lícita: médicos, médicos veterinários e cirurgiões-dentistas, cada um em sua área legal de competência e atuação.

Por isso, é necessário um conhecimento aprofundado do corpo humano, um profissional técnico-cientificamente preparado para realizar a anamnese e o exame físico, chegar ao diagnóstico, estabelecer o prognóstico, executar a técnica e cuidar da saúde do indivíduo. 

O ordenamento jurídico visa preservar o paciente de riscos e garantir os direitos fundamentais de proteção à sua vida. Apenas profissionais das áreas determinadas possuem autorização legal para prescrição de tratamentos e realização de intervenções invasivas. 




Médico Acupunturista

O primeiro quesito para atuar na acupuntura médica é se enquadrar em uma das profissões exigidas para tal, como vimos anteriormente. O profissional deverá ter habilidade para realizar consultas, estabelecer diagnóstico e implementar a técnica. 

A acupuntura médica requer um exame minucioso caso a caso, em algumas situações, a solicitação de exames de imagem e laboratoriais. Além disso, pode ser necessária a prescrição de medicações adequadas para a patologia, sempre visando otimizar os efeitos do tratamento. 

Em suma, além do conhecimento sobre a medicina tradicional, é necessário estudar e se dedicar a medicina milenar, pois o seu raciocínio específico se somará a formação médica.

Para isso, são necessários cursos médicos específicos reconhecidos pelo Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura, órgão representativo oficial da Acupuntura Médica no Brasil, com duração mínima de 24 meses. 

O aprendizado não deve parar, quem deseja trabalhar com acupuntura médica deve ser constante nos estudos relacionados à Filosofia chinesa, Cultura Chinesa, Anatomia e trajeto dos Meridianos, conceitos de adoecimento e síndromes energéticas, pontos de acupuntura, técnicas de agulhamento, micro sistemas e farmacologia chinesa. 

O profissional deve estar em constante treinamento, pois isso irá permitir maior segurança para sua atuação que, na verdade, vai muito além de uma simples sessão de acupuntura, como pudemos ver ao longo deste artigo.

Uma atuação de excelência é determinante para o sucesso do tratamento. 


O CEIMEC – Centro de Estudos Integrados de Medicina Chinesa foi fundado em 1989 pelos médicos Ling Tung Yang, Lin Chen Hau, Wu Tu Hsing, Peng Ming Huang e Hong Jin Pai, médicos formados na Faculdade de Medicina da USP e pioneiros do estudo de Acupuntura nos melhores centros hospitalares e de pesquisa na China na década de 80, com o ideal de ensinar os seus conhecimentos adquiridos na China e contribuir para a consolidação da Acupuntura chinesa e científica no Brasil.

Faça a sua pré-inscrição no Curso de Especialização em Acupuntura Médica do CEIMEC que iniciará em abril 2022.

+ posts

Médico Fisiatra e Acupunturista, com Área de Atuação em Dor pela AMB. Doutorado em Ciências pela Universidade de São Paulo. Médico Coordenador e Colaborador do CEIMEC.

Compartilhe em suas redes sociais

Especialização em Acupuntura Médica

Reconhecida pelo Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura 

Próxima turma em ABRIL de 2022 – PRÉ-MATRÍCULA ABERTA