Estudo: Acupuntura na Síndrome do Intestino Irritável

acupuntura dor abdominal hong jin ai
Estudo: acupuntura para osteoartrite
abril 28, 2018
mesa debate cindor hong jin pai
Pré-Congresso CINDOR 2018 – Acupuntura
julho 9, 2018

Estudo: Acupuntura na Síndrome do Intestino Irritável

A acupuntura e a medicina natural chinesa são comprovadamente efetivas para o alívio da SII (síndrome do intestino irritável). Estudos indicam que a acupuntura, como terapia autônoma, ou a acupuntura combinada à fórmula à base de ervas de Si Shen Wan (Four Miracle Pill) é segura e efetiva. Além disso, pesquisadores chineses apresentaram evidências que a acupuntura pode ser mais efetiva do que a loperamida, um opiáceo sintético usado para controlar a diarreia via inibição do peristaltismo (contração e relaxamento intestinal em “ondas”).

 

Pesquisadores do Heilongjiang Traditional Chinese Medicine Hospital determinaram que a acupuntura, como terapia autônoma, produz uma taxa efetiva total de 92,19% para o tratamento da of SII. Um grupo tratado com loperamida mais Si Shen Wan alcançou uma taxa efetiva total de 72,88%. O grupo que recebeu acupuntura superou o grupo tratado com fármaco + ervas em 19,39%. A taxa efetiva total inclui todos os pacientes que se recuperaram completamente ou que alcançaram alívio significativo dos sintomas com frequência diminuída de SII e melhora funcional nas atividades do dia a dia.

 

Em uma investigação independente, pesquisadores do Chongqing Nanchuan Traditional Chinese Medicine Hospital determinaram que a acupuntura aliada às ervas de Si Shen Wan é mais efetiva do que a loperamida com Si Shen Wan. A acupuntura aliada à Si Shen Wan foi significativamente mais efetiva para a diminuição do desconforto e dor abdominal, bem como no controle dos ataques de frequência excessiva de movimentos intestinais, em comparação com a loperamida + Si Shen Wan.

 

A acupuntura aliada às ervas também foi bem-sucedida em melhorar a consistência das fezes, a aparência, a flatulência e a incontinência fecal, enquanto o grupo tratado com fármaco + ervas foi igualmente bem-sucedido em melhorar a consistência e aspecto das fezes, flatulência e incontinência fecal, enquanto o fármaco + ervas não promoveu melhoras significativas nestas áreas.

 

Um levantamento de saúde SF-6 (variante do SF-36) revelou que a acupuntura associada a ervas produz vantagens extras em relação àquelas obtidas com a associação fármacos + ervas.  A acupuntura com ervas melhora significativamente os seguintes parâmetros: vitalidade, níveis de dor corporal, limitações funcionais decorrentes da saúde física, funcionamento físico, limitações devidas à saúde emocional, saúde mental, funcionamento social. O grupo que recebeu fármacos + ervas mostrou melhoras mais modestas limitadas a apenas duas das seguintes áreas da saúde: níveis de dor corporal, limitações de papel decorrentes da saúde física.

 

Um SII-QOL (questionário doença-específico) demonstra vantagens adicionais da acupuntura, em comparação aos fármacos. A acupuntura aliada às ervas produziu melhoras significativas nas seguintes áreas: interferência na atividade, disforia, preocupação com a saúde, imagem corporal, evitação de alimentos. A associação fármacos + ervas produziu um benefício mínimo apenas em termos de evitação de comida.

 

 

Heilongjiang Traditional Chinese Medicine Hospital

 

Neste estudo conduzido no Heilongjiang Traditional Chinese Medicine Hospital, a acupuntura, como terapia autônoma, produziu uma taxa efetiva total de 92,19% e a loperamida + Si Shen Wan produziu uma taxa efetiva total de 72,88%. Um total de 123 pacientes com SII participaram do estudo clínico. Estes pacientes foram diagnosticados para receberem tratamento no Heilongjiang Traditional Chinese Medicine Hospital, no período entre janeiro/2014 e dezembro/2015. Estes indivíduos foram randomicamente separados em dois grupos: 64 pacientes no grupo tratado com acupuntura e 59 pacientes no grupo controle tratado com fármaco. A idade, sexo e duração da doença, em ambos os grupos, no começo do estudo, eram equivalentes (P > 0,05), de modo a assegurar a igualdade dos resultados.

 

Foram usadas agulhas de acupuntura de tamanho 0,30 mm x 30 mm, para acupontos no couro cabeludo e na  glabela, bem como agulhas de acupuntura tamanho 0,30 mm x 40 mm para todos os demais acupontos. Com exceção de Tianshu, as agulhas foram manipuladas após a inserção e, então, mantidas por 30 minutos. Durante a retenção, as agulhas eram manipuladas a cada 10 minutos. As técnicas de manipulação diferiram entre os acupontos. Para Zusanli e Sanyinjiao, foi usado rotação e elevação (Ti Cha Nian Zhuan) com reforço (bu). Para Taichong e Shangjuxu, usou-se rotação e elevação com atenuação (xie). Para Baihui e Yintang, foi usado rotação e elevação com leve reforço e atenuação (Ping Bu Ping Xie). O tempo de manipulação foi 1 minuto por sessão, para cada acuponto. Para Tianshu, um acuponto estimulador de nervo foi acoplado à agulha no momento da chegada de deqi. O dispositivo foi ajustado para emitir uma onda constante a uma frequência de 60 Hz. A agulha também foi retida por 30 minutos. Uma sessão de acupuntura foi conduzida por dia, durante 3-4 dias por semana. O período total de tratamento foi 1 mês.

 

O tratamento de rotina para o grupo controle consistiu em cápsulas de loperamida e comprimidos de Sishenwan. As cápsulas de loperamida foram ingeridas por via oral, 3 x/dia, 1 cápsula de cada vez, 30 minutos antes das refeições. Os comprimidos de Sishenwan foram ingeridos por via oral, 2x/dia, 9 g de cada vez. O tratamento de rotina foi administrado durante 1 mês. Os resultados indicam que a  acupuntura é mais efetiva do que a loperamida + Si Shen Wan para o tratamento da SII. Notavelmente, Si Shen Wan foi fornecida na forma de comprimidos neste estudo, enquanto os estudos subsequentes forneceram a fórmula herbácea na forma de decocção para os pacientes que receberam acupuntura.

 

Chongqing Nanchuan Traditional Chinese Medicine Hospital

 

A pesquisa conduzida no Chongqing Nanchuan Traditional Chinese Medicine Hospital comparou dois grupos de pacientes que tomaram a fórmula herbácea de Si Shen Wan; entretanto, um grupo recebeu acupuntura e o outro recebeu loperamida para tratamento da SII. O estudo clínico de 28 dias adotou uma escala de sintomas aliada a SF-6 e SII-QOL para calcular as taxas efetivas. Os dados sustentam a conclusão de que a acupuntura aliada às ervas é significativamente mais efetiva do que a associação loperamida + ervas. Notavelmente, o grupo que recebeu acupuntura apresentou melhoras acentuadas nos escores relacionados com SII (incluindo dor abdominal, diarreia, atividade anômala de movimentos intestinais) e nos escores de recuperação holística (melhora na qualidade de vida).

 

Os pacientes foram randomicamente divididos em dois grupos de 63 indivíduos: o grupo acupuntura e o grupo fármaco. Para garantir a igualdade e objetividade dos resultados do tratamento, os pacientes foram agrupados randomicamente de modo que a idade, sexo e duração da doença fossem equivalentes para ambos os grupos (P > 0,05).

 

Durante o período de tratamento, todos os pacientes permaneceram sob restrição do consumo de alimentos crus, frios, gordurosos e apimentados. Horários de refeição regulares (3x/dia) foram estabelecidos e as porções de alimentos eram controladas. Pacientes com constipação receberam a recomendação de aumentar a ingesta de fibras. O estudo demonstra que a associação acupuntura + ervas supera de maneira significativa a associação loperamida + ervas.

 

Resumo

 

As investigações independentes indicam que a acupuntura é uma opção de tratamento importante para pacientes com SII. A acupuntura melhora a digestão e a absorção, além de regular a evacuação. Os pacientes são incentivados a entrar em contato com os acupunturistas licenciados locais para uma consulta sobre as opções de tratamento.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *